Programa CEO por um Dia dá oportunidade para universitários acompanharem de perto a rotina do principal dirigente de uma grande companhia

O júri. Da esq. para a dir. Marcelo Mandeli, Luis Wever, Maria Eugenia, Ademar Couto, Carlos Roberto de Carvalho, Roman Santini e Paulo Pagliaroni, diretores da Odgers Berndtson. Foto: Felipe Rau/Estadão

O júri. Da esq. para a dir. Marcelo Mandeli, Luis Wever, Maria Eugenia, Ademar Couto, Carlos Roberto de Carvalho, Roman Santini e Paulo Pagliaroni, diretores da Odgers Berndtson. Foto: Felipe Rau/Estadão

A edição 2016 do programa CEO por um Dia dará a oportunidade para que 15 universitários acompanhem de perto a rotina do principal executivo de uma grande empresa durante uma jornada diária inteira de trabalho. Os jovens poderão presenciar como são os processos de decisão de um líder e conhecer aspectos de gestão do negócio e de pessoas, além de outras atribuições de um CEO – o maior responsável pelo resultado da organização.

Realizado pela consultoria de seleção de executivos Odgers Berndtson, com o apoio do Estado, PDA International e Machado Meyer Advogados, o programa teve a adesão de 15 grandes empresas nesta segunda edição no Brasil – no exterior, já foram promovidas oito. Participam Votorantim, DHL, Siemens, Volvo, Bridgestone, Makro, UBS, Epson, Laureate, PWC, Man, BD Latin America, Natural One, Valor Logística Integrada (VLI), antiga Vale Logística e Avianca.

As inscrições estão abertas a partir deste domingo e são feitas exclusivamente no site www.ceox1dia.com.br e terminarão no dia 3 de outubro. Podem se candidatar estudantes brasileiros matriculados em cursos superiores reconhecidos pelo MEC, de qualquer área, e que estejam no penúltimo ano ou que concluam o curso em 2016. A partir de então, começa a avaliação de currículos.
Para o presidente da Odgers no Brasil, Luiz Wever, trata-se de uma oportunidade única tanto para o estudante, que irá vivenciar a realidade do trabalho do executivo, quanto para a empresa. “Ela adquire uma imagem engajada e atualizada, como também comprometida e interessada em entender a realidade dessa nova geração que estará ingressando no mercado de trabalho em breve. É importante propiciar essa abertura e passar adiante esse capital intelectual e de vida”, diz Wever.

De acordo com o coordenador do programa, Ademar Couto, nesta nova edição, todos os diretores seniores da Odgers estarão envolvidos na seleção dos candidatos, em um processo que analisará características, comportamentos e competências que tenham forte tendência com negócios, liderança e gestão. Cada um dos executivos é especialista em um setor. “Haverá um conselho de decisão. Serão oito diretores super seniores avaliando currículos, discutindo em comitê, em conjunto, quais serão os aprovados”, diz.

Entre todos os inscritos, serão selecionados 50 universitários semifinalistas. Nesta fase, que deverá ocorrer em meados de outubro, eles passarão por um processo de assessment comportamental online fornecido pela PDA International. Vencida esta etapa, serão selecionados 25 finalistas para uma entrevista nos escritórios da empresa, em que serão analisadas as competências do candidato e determinarão, então, os 14 finalistas.

Decisão de peso. “Haverá diretores da Odgers entrevistando-os. E haverá um consenso entre dois, três, diretores para cada um dos 14 escolhidos, o que dará ainda mais peso para a decisão”, ressalta Couto. O dia do encontro com o CEO será determinado pela empresa e está previsto para ocorrer entre 1º e 20 de novembro.
Couto destaca outra vantagem para os universitários participantes. “Eles ganham experiência e habilidades para futuras buscas de emprego, pois terão a oportunidade única de serem entrevistados por um headhunter sênior. Ao mesmo tempo, vão conhecer como é um processo de busca de profissional, quais são as perguntas, como ele é avaliado”, diz. Os finalistas vão receber o relatório de assessment, com avaliação de suas competências, de suas personalidades, de seus objetivos.

“É super enriquecedor colocar no currículo que foi selecionado entre centenas de candidatos e acompanhou a rotina de um grande CEO. É a mesma coisa que dizer que ele é um estudante triple A. Ele se destaca”, diz o coordenador do programa.

No dia 29 de novembro está prevista realização de um jantar de confraternização com todos os participantes do programa na sede do escritório Machado Meyer Advogados.
Em 2015, cerca de 600 universitários concorreram e nove empresas aderiram. Agora, a expectativa é de que 800 estudantes se candidatem. Os diretores da Odgers Berndtson que participarão da seleção, além de Couto e Wever, são Carlos Roberto Carvalho, Luciana Oliveira (que não está na foto acima), Marcelo Mandeli, Maria Eugênia Bias Fortes, Paulo Pagliaroni e Roman Santini.

Comentários